2017/08/16

Festas e mais festas


As festas do "campo" são sempre muito exigentes, tanto no que se trabalho como no que se come depois.

4 dias de preparativos, suporte e festas dá nisto... ninguém se consegue mexer lá por casa.



2017/08/14

Almoço

era um almoço para arejar e comer pouco


falou-se de filhos, férias, trabalho, comida, ... fiquei na dúvida se terá servido para descansar, mas uma coisa é certa ... salada de camarão NÃO

2017/08/11

um desenho pequenino

também no telhado, mas num quadradinho de 3X4 cm

acho que vou adoptar esta técnica na rua , assim não olham para o que eu desenho porque não percebem nada


2017/08/10

passageiro do metro

e canetas novas


em traço único, já começo a ter prática nisto , cada vez faço menos sobreposição de traços

2017/08/04

saga

voltando à Saga "Eu Não Durmo no Sofá" pós férias


tentado o traço único para a pessoa em questão

2017/08/02

umas canetas novas que me ofereceram

ainda à experiência


claro que o sono já me fez escrever coisas que nem faço ideia onde ouvi ou quem disse

2017/08/01

Férias Verão #15

último dia
outro dia para as suculentas e animais
e no final jantar em Vila Franca


nos outros dias de férias ainda houve tempo para ir à praia, dormir a sesta no quentinho do carro, passear, encontrar-me com amigos com quem não estávamos há quase um ano, passear pela noite de Lisboa, ouvir um concerto.

E não me posso queixar, a lista de férias foi bem seguida.

2017/07/31

Férias Verão #14

Um dia inteiro para desenhar em grupo
Convidados pelo André (CCC - Torres Vedras)
O objectivo era desenhar o antigo Matadouro que vai sobrer obras e os bairros que o envolvem


depois de ter desenhado o interior do matadouro, passei para o que gosto: pessoas


Depois de almoço ainda desenhei a encosta por onde andámos a desenhar e onde iamos voltar de tarde


e depois voltei às pessoas


um dia em cheio com um excelente trabalho apresentado pelo  António Procópio e Suzana Nobre

2017/07/28

Férias Verão #13

Mais um dia para estar com os animais, desta vez, os meus.
A abelhas tiveram a simpatia de nos dar 6 lts de mel e as minhas tartarugas nem por nada comem legumes, como me ensinaram mais uma vez no ZOO.



2017/07/27

Férias Verão #12

Fui ao ZOO de Lisboa , fui ao ZOO.
Que saudades, que maravilha. ADOREI.
Quero mais,

O espectáculo dos golfinhos está diferente, continuam lá os golfinhos conhecidos de há 20, 13 anos e agora um bebé.

As instalações estão cada vez melhores, cada vez mais os animais aparecem num ambiente mais natural.


As pessoas eram muitas e continuam fãs dos chimpanzés, é impossivel não ser.
Mas todos os outros têm gente interessada a olhar para eles e a aprender com as informações que existem em cada animal.


Ah e consegui ver os Koalas, estavam acordados.
Para além de ter estado um tempão com os chimpazés...


Vi o espectáculo das aves e ... taram, dos repteis e estive com mais 4 pessoas a segurar uma pitão de 125Kg.

Sonho, pesada, pesada, mas macia, conseguia fazer-lhe massagens nos músculos.
Ainda consigo senti-la nos braços.

E as cores? Mudavam conforme o sol batia.

E pronto, visitem o ZOO, está LINDOOOOOOOOOOOOOOO.

2017/07/26

Férias Verão #11

Foi um dia para dar prioridade aos outros e cada um foi para a sua actividade, eu fiquei pelas suculentas e fiz vários vasos lindos, mas este carrinho de mão foi o mais giro.


A TV é uma boa forma de descansar, conseguimos encontrar programas em que não é preciso pensar


ah e o jantar foi acompanhado por sumo "Veggie", não, não foi por mim, eu su muito básica, qualquer coisa diferente de sumo de laranja natural em copo, sumo de limão em copo e eventualmente sumo de melancia, já é aventura suficiente.


2017/07/25

Férias Verão #10

voltámos ao Buddha Eden e cada vez gosto mais de o visitar.
É um jardim vivo sempre com coisas novas para ver.
As horas não passam por lá, só preciso de locais para me sentar, mas tal como a maioria dos museus em Portugal, os bancos não são uma tradição.


E a seguir fomos visitar as Caldas da Rainha e o museu José Malhoa, uma maravilha, com peças que eu nem conhecia

2017/07/24

Férias Verão #09

Continuando
Estas mini-férias tinham calendário de actividades

Para o primeiro dia era visitar o maat e ir ao cinema

Do maat gostei da vista e do jardim simulado quando se entra no edificio.
Só uma pequenina parte da Arte Contemporânea me diz alguma coisa e a que lá está ainda não me diz nada.


Cinema: Home-Aranha, adorei. Continua o mesmo desastrado de sempre


E ao final do dia mantemos a tradição da Saga


2017/07/19

Férias Verão #08

E agora ... uma das coisas importantes destas férias ... o Regresso.

O Regresso ao leite com chocolate sem medida
o Reencontro com a minha chávena de leite



2017/07/18

Férias Verão #07

E estamos a chegar ao fim
Um dos destinos previstos era Tomar, claro para visitar o Convento de Cristo ...

ao contrário dos museus de Beja, dos museus em Espanha (excepto Muxia) ... desperdicio de tempo.
E não, não tem a ver com o "não investimento na cultura" , tem a ver sim com o facto das pessoas que lá estão todos os dias a receber os turistas, estarem somente para cumprir horário.

Não, também não tem a ver com ordenados baixos, tem somente a ver com competência ou não, para o trabalho que fazem e como o fazem ... ganham demais, mesmpo que só ganhem 100€ por mês.


Tirando isso ... havia festa, a Festa dos Templários



E fui ao Borboletário em Constância, se não foram, vão.
Eu já decidi que sempre que lá for quero ir ao borboletário.

Aprendi imenso, a pessoa que nos guia tem uma paixão imensa pelo que fala, pelo que faz e dá gosto ouvi-lo.
Tenho a certeza que sempre que lá for vou aprender mais alguma coisa sobre borboletas


E depois foi o gastar dos dias e das férias.
Não sei porquê, mas quando percebo que as férias estão a acabar deixa de me apetecer ver seja o que for.



2017/07/17

Férias Verão #06

E por fim chegámos a outros dos grandes objectivos destas férias, ir a Santiago de Compostela para "sentir e observar" 

Adorei a simpatia, ninguém nos tratava como "turista para deixar dinheiro", mas sim como convidados.


E aqui ficou mesmo provado, acabou-se a paciência para "pedras", quero mesmo é "pessoas", são essas que me dão gozo.
E agora tenho tentado o traço único que me diverte imenso, as pessoas ficam tortas, mas adoro.






Depois e talvez porque Espanha faz questão que eu mantenha a memória viva sobre a minha opinião muito antiga dos Espanhóis e a sua capacidade em me enganarem.

Assim aconteceu o caricato, fui visitar Muxia, porque seria o fim da peregrinação a Santiago de Compustela (e o que andámos para lá chegar), cheguei lá e ...

apresentam-me a história da pedra partida ao meio por um raio... quando de olha com olhos de ver, descobrimos as impressões das brocas que serviram para fazer o rasgo na rocha
Lá se vai a teoria do raio.

Depois ... temos o leme (em pedra) da Barca ... curioso, também aqui existiam vestigios (à descarada) da intervenção humana e muito actual.

A seguir, uma capela que segundo o que está escrito nos folhetos turisticos, quem lá chega em peregrinação tem os seus pecados perdoados (sem confissão). Pois claro, mas para isso seria necessário que a capela estivesse aberta (penso eu).



E não satisfeitos, ainda fomos a mais um Cabo ... onde (nem vou explicar o resto, porque só o que conto superou todas as expectativas) ... existem "Aseos Publicos", mas ... se queres papel higiénico ... tens uma máquina tal qual as que temos cá para disponibilizar os preservativos, onde se deixares as moedas a máquina simpáticamente disponibiliza umas folhas de papel.

E foi aqui que percebi "Quero Portugal"
E passei pela terra do meu pai Gondar (Minho) para ver a familia, Porto e mais umas tantas.
E a seguir fomos festejar um aniversario a Vila Franca de Xira .


2017/07/14

Férias Verão #05

Ainda andámos por Salamanca, outra maravilha.
Gostava de fazer lá Erasmus, não sei porquê acho que me ia sair bem.

Não tive tempo para desenhos, foi um daqueles sitios que havia demasiado para absorver e o caderno estava a mais.



Passámos para o lado de cá, de vez enquando é preciso ouvir falar Português e andámos pela Guarda


Finalmente consegui ir ver as gravuras de Foz Côa e até tem bancos nas salas, para se estar calmamente a ver os filmes explicativos e a ver as imagens.

E a seguir passámos para Chaves


2017/07/13

Férias Verão #04

Continuando do lado de lá da fronteira, no entanto depois de Sevilha era dificil qualquer localidade conseguir superar o interesse.

Desconfiei disso logo que sai de lá.

Aqui já era muita pedra, e eu gosto muito de pedras, mas desenhá-las estava a custar-me, assim coloquei também a foto
Andámos por Mérida com um teatro Romano onde se conseguiam imaginar as peças que passavam por lá



A seguir fomos para Cáceres, já lá tinha passado, mas não tinha havido tempo, desta vez deu para passear.